quinta-feira, 21 de julho de 2011

Quando Deus criou você - Tatiana Costa

Eu sempre achei difícil entender
como duas vidas podem se tornar apenas uma
mas quando eu te encontrei eu te amei
E um milagre aconteceu, e então eu entendi
que Deus tem sempre um plano para nós
é preciso paciência e ouvir Sua voz

O que será que o meu Deus pensava
Quando criou você
Acho que Ele estava pensando em mim
Porque me deu mais do que eu sonhei
Deu muito mais do que eu podia imaginar

Prometo que ao seu lado eu vou estar
Nas horas mais difíceis eu contigo vou chorar
E onde quer que a vida te levar
o meu coração vai junto
Para sempre vou te amar
E Deus já tem um plano para nós
É preciso paciência e ouvir sua voz

O que será que o meu Deus pensava
Quando criou você
Acho que Ele estava pensando em mim
Porque me deu mais do que sonhei
Deu muito mais do que eu podia imaginar

Nós dois agora somos um
E bate um só coração
juntos sempre viveremos
para sempre amaremos
e assim eu posso perceber
Não sou nada sem você
Você é inspiração
Move o meu coração

O que será que o meu Deus pensava
Quando criou você?
Acho que Ele estava pensando em mim
Porque me deu mais do que sonhei
Será que Ele lembrou quantas vezes
De joelhos a Ele eu orei
Me abençoou (Deus me abençoou)
Me deu você (Meu amor, meu amor)
Deu muito mais do que eu podia imaginar

sábado, 2 de julho de 2011

Caminhe comigo...


Caminhe ao meu lado uma milha e vou te mostrar que a vida é bela, mesmo quando se caminha a pé contra ao vento...

Caminhe comigo uma milha e você vai ver que os caminhos que percorri pra chegar até aqui nem sempre foram planos, parte de uma linda paisagem cheia de cores e sons agradáveis, mas continuei minha caminhada pelos simples fato de não ter começado a caminhar pensando no caminho, mas por ter dado o primeiro passo pensando no último...

Caminhe comigo uma milha e se quiser saber o que sinto enquanto caminho ou talvez entender quem eu sou, calce meus sapatos e veja através de meus olhos o que só eu sei ver...

Caminhe comigo uma milha e entenda que se te propus essa caminhada é porque meu destino só terá sentido se eu te encontrar quando lá chegar, mas se além dessa alegria, tiver você na caminhada, sei que vou mais longe e mais depressa, sem sentir as pedras em que tenho pisado...

Caminhe comigo uma milha e deixe-me mostrar-lhe que por mais longa que a viagem pareça, ela nunca nos proporcionará todas as paisagens, todos os caminhos, todos os lugares e tampouco todas as pessoas, aí você entenderá porque convidei outras tantas pessoas a caminhar comigo, sei que muitas estradas que eu não percorri foram percorridas por outros que podem me dizer se vale à  pena tentar...

Caminhe comigo uma milha, não te prometo ser fácil, não te prometo ser sempre divertido, não te prometo recompensas e nem um prêmio ao chegar, mas garanto estar ao seu lado por toda a viagem, tentando chamar sua atenção a tudo quanto nos puder levar mais longe e ainda hei de segurar sua mão se você tropeçar...

Caminhe comigo só mais uma milha e você vai entender que minha história se faz não só de mim, do que tenho ou o que sou, mas ela se completa com sua chegada, sua permanência e seu existir que tem o poder de dar mais sentido ao meu próprio sentido de ser.

quinta-feira, 30 de junho de 2011

Minha vida!


Eu gosto de pensar na vida e gosto de pensar que é boa pois de fato é... Ela começa sem planejarmos e termina sem esperarmos e isso deve ser porque ela gosta de nos fazer surpresas...  então,  eu gosto de me surpreender com a vida e com as surpresas que ela me faz; nasce dia, corre tarde, chega noite e a vida vai se renovando e me fazendo cada dia mais sua amante apaixonada...  gosto  da minha vida, gosto de outras vidas – não as passadas pois sei que a mim só me foi dada essa que tenho vivido e quando terminar eu serei passado pra uns, lembrança pra alguns, saudade de muitos e tristeza de quem não me queria ver partir – gosto das vidas que fazem parte da minha vida, gosto das vidas que dão sabor a minha vida e gosto mais ainda, da única vida que pode fazer completa minha vida... Essa vida existe e eu já sei de sua existência, ela passeia leve pela inocência, brinca feliz com a esperança, tem alegria de criança e sabe bem o que quer ser quando crescer – como se pudesse crescer, pois essa vida já nasceu grande, do tamanho de seus sonhos, nasceu nobre preocupando-se com quem sofre e nunca vai morrer, pois quem faz história torna-se imortal, nunca vai ser esquecida, pois é uma vida que faz valer a nossa vida e nunca vai me deixar pois ela é parte de quem sou...
Eu gosto de pensar na vida e penso sempre que ela vale à pena, como disse o ‘poeta’:  pra quem não tem alma pequena e sabe fazê-la boa de viver.  
Então viva a vida! Viva hoje viva a alegria de viver; viva como se fosse sua única saída, viva como se fosse tudo o que sabe fazer, viva pensando ser a única chance de ser feliz e no fim quando te perguntarem sobre a vida, se foi guardada ou foi vivida, você diga com clareza que sua única certeza é tê-la gastado sem medo ao descobrir que o segredo é fazê-la acontecer.

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Sonhei...

Eu ontem tive um sonho e nesse sonho eu tentava construir algo novo; era inusitado e diferente de tudo o que eu já havia feito, visto ou vivido... meu trabalho, meu empenho, todo o esforço empreendido valiam à pena, pois eu me dedicava na construção de algo muito desejado e esperado. Por ser minha obra totalmente nova e nunca antes vista, alguns que por mim passavam queriam me dissuadir de tentar, afinal, investir tanto no desconhecido parecia arriscado e chegava a beirar a insanidade... Bem, aquele era o meu sonho e quando sonhamos somos destemidos e ousamos fugir às convenções e, assim, como todos os que sonham, não fiz caso da razão rezada pela maioria, não prezei os que desprezavam meu potencial e segui determinada em ver pronta a minha edificação; determinada ignorei meus limites, ignorei até mesmo as pequenas partes que iam sendo concluídas enquanto trabalhava, afinal, eu buscava a concretização de um todo e se me distraísse com os detalhes, certamente perderia de vista o meu alvo...

Eu ontem tive um sonho e meu sonho era só meu, pois era a ocasião em que eu sabia exatamente o que fazer, e por saber, não parava pra chorar as pequenas perdas que marcam grandes projetos; não diminuía meu passo à espera de alguém que pudesse me motivar a ir até o fim, mas também não voava nos braços apressados e inseguros da ansiedade... Era meu tempo de sonhar e sonhando concluir o que eu começara sonhando! Estava diante da quase totalidade de meu projeto e agora via sentido em toda a energia empreendida, em cada lágrima vertida e toda lição aprendida...

Eu tive um sonho e por ter sonhado lutei e antes que fosse acordada realizei o projeto em que tanto me aplicara... E ao ver pronto o meu trabalho, senti que não era só mais uma empreitada, que não era apenas mais uma obra, mas a prova de que sonhando eu posso sempre ir além e fazer real tudo aquilo em que eu acreditar... Terminado meu projeto, temi apenas não vê-lo ao acordar e antes que o sonho terminasse tratei de dar-lhe um nome que me permitisse recordar e quem sabe voltar a vê-lo em outros sonhos e diante da incredulidade de alguns, do orgulho de outros, enfim, cercada por olhos fascinados por todos os lados, descortinei minha obra prima e simplesmente chamei-a de AMANHÃ!

Sonhe com um novo ano e faça-o verdadeiramente novo!

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Pra quem viveu intensamente,
Pra quem aproveitou bem o presente não sofrendo pelo passado, mas fazendo um futuro bem planejado;
Pra que não fugiu da luta, pra quem não desistiu com a primeira derrota,
Pra quem chorou, pra quem riu, pra quem vibrou e pra quem fez vibrar;
Pra quem acreditou e pra quem duvidando pagou pra ver e viu;
Pra quem foi criança, pra quem mostrou maturidade;
Pra quem soube ver luz no fim do túnel, pra quem conseguiu ver flores entre o cinza que muitas vezes cobria a cidade;
Pra quem foi feliz tentando sê-lo, pra quem foi feliz fazendo outros felizes e descobriu que isso é ser feliz duas vezes!
Pra quem ganhou, pra quem perdeu;
Pra quem diante da maior adversidade creu...
Enfim, pra todo o que é humano e como tal errou ou vai errar, mas sabe que sobre todos nós está aquele que é perfeito e perfeito inclusive na forma de amar, pois não ama o que a lógica faz amável, ama e ama mesmo até quem parece insuportável...
Pra todos nós e pra quem nos cerca um feliz natal com mais amor, mais alegria e a certeza de que sempre teremos a chance de ir além!
Beijos a todos!

Elaine Constantino

White Christmas